>

terça-feira, 4 de setembro de 2012

é o avesso de um sentimento


Nunca mais escrevi. Nem foi por falta de ter o que contar. A verdade é que a gente se acostuma. Com a cidade, com as faltas. A gente se acostuma com esse foi que já não é mais.
Com o trabalho chato, com a preguiça das coisas imediatas. Com a luz do banheiro que queimou. Se acostuma com a merda dessas noites congelantes sem ter onde aquecer o pé. Eu ando até acostumada com a culpa eterna que eu carrego por ter deixado minha mãe por lá.  Cansei de deixar o mal resolvido tomar de conta só pra não ficar sozinha. Eu olho pra sete meses atrás e tudo que foi trilhado até aqui E quer saber? A verdade é que Brasília me deixa livre. E meus caros, eu sempre quis ser livre.

Vou sossegar o coração. Ele merece.  Foram tempos difíceis.

Nenhum comentário: